Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
coroa-de-louro

Momento Devocional IPCC – Vivendo de maneira digna

“Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. E isso para que vocês vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus e sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria, dando graças ao Pai, que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz.”

Colossenses 1:9-12

Na época do Império Romano toda vez que um general voltava de uma batalha vitoriosa ele tinha direito a receber uma bandeja com folhas de palmeira.

coroa-de-louro

Existia uma cerimônia de premiação marcante, indicando a importância daquela vitória para o povo romano: o general entrava na cidade de Roma, deixando seu exército num campo aberto, que ficava fora da cidade, subia numa biga (uma espécie de carro de duas ou quatro rodas, puxado por cavalos) e atravessava sozinho a cidade de Roma, sendo aclamado pela multidão que o recebia em festa, até chegar as dependências do Senado Romano, onde receberia a grande honraria: a bandeja com as folhas de palmeira.

Durante o percurso da biga pela cidade, um escravo romano acompanhava a biga a pé.

De tempos em tempos, durante aquele percurso (entrada da cidade de Roma até chegar ao Senado), onde o general seria premiado, o escravo subia na biga e dizia no ouvido do general romano: “Lembre-se que és mortal“.

biga-romana

Esta era a forma utilizada pela sabedoria romana,  avisando os generais vitoriosos, os alertando que apesar das vitórias e das conquistas, ainda assim, eles estavam passíveis de morrer nas guerras.

O texto no livro de Colossenses, escrito pelo apóstolo Paulo, nos incentiva a vivermos de maneira digna do Senhor.

Quando falamos em vida, automaticamente também pensamos na morte.

Todos nós que estamos hoje aqui na Terra, somos como este general romano mortais.

Temos a possibilidade de vivermos esta existência de maneira digna do Senhor ou não.

O livro de Colossenses nos apresenta Jesus Cristo, como o mistério de Deus revelado ao mundo:- Cristo nasceu entre nós seres humanos, viveu entre nós, nos incentivou a compreender o significado da vida e da morte,  e a praticar o amor, foi traído, julgado, condenado, crucificado na pior forma de pena de morte de sua época (por mim e por você) e após três dias da data de sua crucificação conforme havia prometido:- ressuscitou, venceu a morte, para que nós pudéssemos receber o perdão de Deus pelos nossos pecados e termos comunhão com o Criador.

Na cruz Jesus nos justificou perante Deus e nos uniu ao Eterno.

cruzzz

Em Cristo temos a possibilidade de estarmos unidos com Deus e vivermos esta existência pela Graça de Deus agindo em nossas vidas.

Como o general romano, que precisava ser lembrado da morte pelo escravo romano (durante o percurso de seu desfile de vitória até o Senado); nós também nesta existência finita, precisamos estar conscientes que a qualquer momento poderá se findar o tempo determinado por Deus para nossas vidas.

Sabendo que um dia deixaremos de viver, nos cabe uma pergunta:

O que estou fazendo com a vida que Deus me concede hoje?

Aplicação Prática:

O apóstolo Paulo orava pela Igreja de Colossos no sentido deles poderem estar cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda sabedoria e entendimento espiritual.

Como cristãos é nosso dever vivermos realizando a vontade de Deus.

Devemos glorificar a Deus com nossas vidas.

Da mesma forma que o general romano receberia no final de suas conquistas e batalhas vencedoras uma bandeja com palmeiras, Deus nos preparou bênçãos especiais para nós que lutamos pelo evangelho nesta existência, conforme:

“Todavia, como está escrito: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam”;” 1 Coríntios 2:9.

podemos-ver-a-aurora-boreal-no-brasil-og

Temos a bênção de vivermos com Cristo em nosso coração e em nosso viver diário, expressando em nosso estilo de vida e em nosso comportamento:- Jesus Cristo para o mundo.

O apóstolo Pedro nos exorta a vivermos em Cristo (santificarmos Cristo em nosso coração), termos Cristo como nosso Senhor, realizarmos Sua vontade, estando sempre preparados para respondermos o motivo de nossa fé e qual a razão da nossa esperança.

“Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.”
1 Pedro 3:15

O general romano desejava agradar o Senado Romano, recebendo seus lauréis.

Como cristãos somos arregimentados pelo nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu e nos justificou perante Deus para trabalharmos para Ele, produzindo frutos, frutificando em toda boa obra, levando pessoas aos pés do Criador.

Diferentemente de uma pessoa que tenha apenas um conhecimento teórico, conceitual e religioso do evangelho, o discípulo de Jesus Cristo crescerá em discernimento espiritual, desejando viver de forma digna, querendo agradar Jesus que o resgatou com seu sangue para esta nova vida.

sunset-people-cropped

A salvação concedida pelo Criador nos motiva a vivermos de forma digna, glorificando a Deus e tendo sempre um coração agradecido em poder participar (crendo em Jesus e o seguindo) desta família celestial.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *