Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
alegria

Seja Alegre

A alegria é um mandamento Bíblico. Um pensador cristão observou bem essa questão: “A alegria no céu é coisa séria, pois o nosso Deus é um Deus alegre”.  (Orações: Cartas a Malcolm – C. S. Lewis)

Sabemos que é crescente o número de pessoas em nossos dias que se declaram infelizes, isso é realmente algo curioso, pois vivemos em uma sociedade que incentiva e promove a  busca do prazer e da satisfação pessoal. Que grande ironia não é mesmo? Quanto mais a felicidade é buscada em nossos dias, mais frustradas e infelizes as pessoas estão se tornando.

O apóstolo Paulo escreveu uma carta que ficou conhecida como a carta da ALEGRIA. A carta escrita à Igreja de Filipos é uma carta onde a palavra ALEGRIA aparece repetidas vezes, seja como verbo, ou como substantivo.

Quando lemos a carta, podemos claramente notar o espírito alegre do apóstolo ao escrever aos filipenses. Apesar de circunstâncias adversas, o apóstolo produziu um texto cheio de fervor e entusiasmo. O apóstolo Paulo chega a dizer no capítulo 4.12, que ele aprendeu o SEGREDO de viver contente em toda e qualquer situação. Qual é o segredo afinal? Como esse homem consegue desfrutar de tamanho senso de propósito e realização em situações adversas?

Olhando para o todo da carta podemos apreender pelo menos dois princípios interessantes:

1 – Não fique esperando o “momento ideal” para se alegrar.

Quando o apóstolo escreveu a carta aos filipenses, ele estava preso em Roma. Note o Cap. 1. 12,13. Paulo fala sobre “aquilo que lhe aconteceu”. O que tinha acontecido ao apóstolo não era algo bom, pois ele estava preso em uma prisão Romana, mas apesar de ser essa a realidade, Deus estava agindo e o Evangelho estava progredindo. Notamos que o fato do apóstolo estar  preso, não foi para ele motivo de desânimo. Portanto, também não deveria ser motivo de desânimo para a Igreja, por isso ele escreve, para animar e incentivar a Igreja, exortando a Igreja a se alegrar no Senhor.

Paulo tinha o desejo de pegar o Evangelho em Roma, a verdade é que ele está fazendo justamente isso agora! Paulo está aproveitando a ocasião de sua prisão para pregar o Evangelho. Note, Paulo transformou o limão em uma limonada. Ele poderia estar reclamando de sua condição de prisioneiro, murmurando contra Deus, mas não é isso que ele faz, pelo contrário,  Paulo proclama o Evangelho. Paulo se alegra pelo que está acontecendo ao seu redor. O seu exemplo positivo frente a uma situação difícil, acabou também por influenciar muitos irmãos a fazerem o mesmo, ou seja, pregar o Evangelho.

Por vezes, nós ficamos esperando as circunstâncias ideais para nos alegrar, mas as circunstancias ideais não existem. Nós ficamos projetando a nossa felicidade para o futuro. Dizemos coisas mais ou menos assim: Quando eu me formar eu serei feliz e realizado… Quando eu me casar eu serei feliz e realizado… Quando eu tiver meus filhos… Quando eu tiver aquele emprego… Aquele cargo na empresa… Nós pensamos que a alegria e a felicidade está em algum lugar aonde não exista dor, adversidades e a angustia. Isso é uma ilusão.

A vida é cercada de circunstâncias difíceis, hoje é dia de se alegrar em Deus. Deus está agindo e cuidando de nós a todo tempo e em todos os momentos. É preciso estar atento para não deixarmos de perceber o modo como Deus está agindo aqui e agora, e assim, nos alegrarmos Nele.

2 – Cultive um senso de missão e propósito na vida.

As pessoas que não possuem um senso de propósito ou de missão na vida, dificilmente serão alegres e realizadas. O apóstolo expressa a sua convicção no Cap 1. 21. Para ele o viver é Cristo e o morrer é lucro.

A vida deste homem foi completamente alterada depois que ele teve um encontro com Cristo. Antes de seu encontro com Cristo, Paulo era um homem rude e capaz de matar por sua verdade, mas agora, ele é um homem amoroso e decidido a morrer por sua verdade. Paulo agora se sacrifica pelas pessoas.

O apóstolo Paulo encontrou o seu propósito na vida. Paulo tem uma missão na vida: Proclamar a Jesus, servir e amar a sua Igreja. Paulo não é um homem que vive em busca da alegria, a alegria na verdade, é resultado de uma vida com propósito.

Um estudioso do comportamento humano disse certa vez:

“Não procurem o sucesso. Quanto mais o procurarem e transformarem num alvo, mais vocês vão sofrer. Porque o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido, ele deve acontecer, e só tem lugar como efeito colateral de uma dedicação pessoal a uma causa maior que a pessoa, ou como subproduto da rendição pessoal a outro ser. A felicidade deve acontecer naturalmente, e o mesmo ocorre com o sucesso, vocês precisam deixá-lo acontecer, não se preocupem com ele […] E então vocês verão que a longo prazo, estou dizendo: a longo prazo, o sucesso vai persegui-los, precisamente porque vocês se esqueceram de pensar nele.”
(Um psicólogo no campo de concentração – Victor frankkl)

Isso faz todo o sentido para nós que somos cristãos. Temos um motivo maior para viver, nossa vida não está centrada em nós mesmos, mas em Cristo. Todos as vezes que nos preocuparmos excessivamente conosco mesmo, certamente cairemos na melancolia ou na amargura. Mas quando nos lembramos que fomos amados por Deus em Cristo e que vivemos para o louvor da sua glória, então experimentamos a verdadeira realização, uma alegria mais profunda. Uma vida alegre é uma vida com propósito. E nosso propósito de vida se encontra em amar e servir a Jesus.

A vida alegre é uma vida com propósito!

Pr. Cleber Batista

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *