Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
running-adds-time-gear-patrol-full-lead

#palavrasnocaminho – O caráter

O CARÁTER

Um fato histórico tornou os moabitas adversários de Israel. Os moabitas não permitiram que o povo de Israel passasse pelo seu território quando estes tentavam chegar em Canaã, sob a liderança de Moisés. Deus, então determinou que nem moabitas, nem amonitas poderiam fazer parte da congregação do Senhor.

Temos na bíblia a história de Rute, uma moabita, que tornou-se viúva após dez anos de casamento com Malom.

Rute quebrou os preconceitos raciais, casando-se com um jovem hebreu, Boaz.

Nora de Noemi, mãe de Obede, avó de Jessé e bisavó de Davi, entrando para a genealogia do Messias.

Terminado o período de fome em Judá, partiu com Orfa e Noemi, retornando para Belém. Apesar de Noemi insistir com Rute, para que ela voltasse para sua família em Moabe, Rute deu um testemunho marcante de fé, reafirmando seu compromisso com Noemi e com o Deus de Israel.

Vejamos o texto bíblico em Rute 1:15,16:

 “Então Noemi a aconselhou: “Veja, sua concunhada está voltando para o seu povo e para o seu deus. Volte com ela! “. Rute, porém, respondeu: “Não insistas comigo que te deixe e não mais a acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!

running-adds-time-gear-patrol-full-lead

Rute em meio a insistência de sua sogra Noemi para que pensasse primeiro em sua vida, se manteve firme em seus propósitos, tinha um caráter amoroso, fortalecido pela fé em Deus.

Temos uma lição preciosa no caráter e fidelidade de Rute para com Noemi e para com Deus. Infelizmente, muitos que se dizem cristãos, desistem de seguir a Cristo perante as provações da vida cristã, bem como, não honram suas amizades.

Reflita: Que Deus nos dê um caráter amoroso para com Deus e nossos amigos.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

  1. Vejo que vivemos uma fase de aparências, onde nossas palavras não refletem nossas ações, pois ao mesmo tempo que nos dizemos cristãos, não seguimos seus ensinamentos e agimos de maneira cada vez mais individualista, porém creio que o “eu” não entrará no reino dos céus, mas sim o “nós”. Não houve nem haverá caráter igual ao de Jesus, assim sendo, não precisamos (nem conseguiríamos) agir como ele, mas minimamente temos que desejar ser como ele e permitir que seu Espírito Santo aja em nossas vidas. Amém.

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *