Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
problemainesperado2

#palavrasnocaminho – O inesperado

O INESPERADO

Depois disso, os moabitas e os amonitas, com alguns dos meunitas, entraram em guerra contra Josafá.
Então informaram a Josafá: “Um exército enorme vem contra ti de Edom, do outro lado do mar Morto. Já está em Hazazom-Tamar, isto é, En-Gedi”. Alarmado, Josafá decidiu consultar o Senhor e proclamou um jejum em todo o reino de Judá. Reuniu-se, pois, o povo, vindo de todas as cidades de Judá para buscar a ajuda do Senhor.

2 Crônicas 20:1-4

problemainesperado2

Josafá foi o quarto rei de Judá e reinou durante 25 anos. Durante o seu reinado, houve grande combate à idolatria, pois destruiu os altares, quebrou as estátuas, e outras representações dos deuses criados pelos homens. Conquistou Edom e fez reformas militares, políticas e religiosas.

 Em determinado momento de seu reinado, o livro de Crônicas descreve que um exército enorme estava vindo contra o seu reinado. A primeira reação do Rei Josafá foi ficar alarmado, mas logo em seguida, a Bíblia descreve que ele consultou o Senhor e proclamou um jejum em todo o reino de Judá.

Nos versículos 5 a 7, Josafá lembrou-se do cuidado de Deus pelo Seu povo de Israel no passado e à vitória sobre seus inimigos cananeus.

problemainesperado1

Interessante que diante desta tão grande dificuldade que se apresentou para Josafá, a Bíblia descreve que o livramento de Deus veio na direção do reino de Judá, sem o Rei Josafá e seu exército precisar entrar na batalha, relembremos o texto bíblico:

“Ele disse: “Escutem, todos os que vivem em Judá e em Jerusalém e o rei Josafá! Assim lhes diz o Senhor: ‘Não tenham medo nem fiquem desanimados por causa desse exército enorme. Pois a batalha não é de vocês, mas de Deus. Vocês não precisarão lutar nessa batalha. Tomem suas posições; permaneçam firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes dará, ó Judá, ó Jerusalém. Não tenham medo nem se desanimem. Saiam para enfrentá-los amanhã, e o Senhor estará com vocês’ “.
2 Crônicas 20:15,17

Deus mostrou para o povo israelita que a batalha era dele (2 Cr 20.15) e Ele podia cumprir seus propósitos até mesmo sem usar arma alguma.

orandounspelosoutros

 Podemos extrair algumas preciosas lições sobre a atuação de Deus nesta situação inesperada que aconteceu com o Rei Josafá e aplicá-las em nossas vidas no século XXI:

 1. Mesmo estando ligados com Deus, somos seres humanos e situações inesperadas provocam medo em nós, nos deixam ansiosos, preocupados, muitas vezes ficamos angustiados com circunstâncias difíceis que nos pegam de surpresa. Foi assim com o Rei Josafá, num primeiro momento quando ele ficou sabendo do grande exército que vinha em sua direção ficou alarmado. Importante é compreendermos que somos humanos e mesmo sendo cristãos, em plena comunhão com Deus, não estamos imunes e blindados à circunstâncias difíceis e inesperadas. Importante sempre dependermos de Deus. Quando o inesperado nos atingir e o medo tentar afligir o nosso coração, precisamos parar, pensar, respirar fundo e orar, buscar a presença de Deus.

orandopelosproblemas

2. Em momentos inesperados, em circunstâncias preocupantes devemos buscar a Deus em oração imediatamente. O Rei Josafá, diante do desconhecido poderia ter ido imediatamente na direção do comandante do seu exército, mas não foi isto que ele fez. A Bíblia nos informa que Josafá confiava sua vida para o Deus Todo-Poderoso, para o Deus que ele mantinha comunhão diária e sabia que antes de qualquer providência humana a ser tomada, ele deveria consultar a Deus em oração. Josafá sabia que a oração e o jejum proclamado em Judá, com todo o povo orando junto pelo mesmo motivo, certamente alcançaria o coração de Deus e uma resposta viria na direção daquele povo que se quebrantava, que se humilhava perante Deus. Quando o inesperado nos atingir precisamos acalmar nosso coração e antes de buscarmos ajuda em nossos próprios recursos humanos, precisamos parar, pensar, respirar fundo e orarmos pelo problema e também pedirmos ajuda de outros irmãos que nos conhecem e que podem orar pelo nosso problema, pela situação que nos aflige. 

orandoapalavra011-e1446364011734

3. A resposta de Deus sempre virá quando buscamos a Deus com um coração quebrantado e contrito que tenha comunhão contínua com o Criador. O Rei Josafá tinha intimidade com Deus, buscava a Deus sempre, quer nos momentos alegres de seu reinado, quer nos momentos difíceis como este relatado dos amonitas e moabitas tentando derrotá-lo. Precisamos ter uma vida de dependência e entrega a Deus, através de Jesus Cristo. Precisamos ter uma vida de seguidores de Cristo. Precisamos desenvolver esta comunhão contínua com o Criador, orando, lendo a Bíblia, participando de uma Igreja genuinamente cristã, que tenha a Bíblia como única regra de fé e prática, precisamos participar mensalmente da Ceia do Senhor e estarmos totalmente ligados com Deus em cada dia de nossas vidas. Quando o inesperado vier sobre nossas vidas, certamente a paz de Jesus estará acalmando nosso coração, fornecendo uma visão diferenciada e mais ampla das circunstâncias porventuras difíceis que enfrentaremos, pois sabemos que somos filhos de Deus e podemos confiar em suas promessas e respostas em nosso favor.

agradecereorar

4. Importante é reconhecermos que Deus já realizou diversos livramentos em nosso favor. Na sua oração o rei Josafá declarou o socorro de Deus no passado: “Não és tu o nosso Deus, que expulsaste os habitantes desta terra perante Israel, teu povo, e a deste para sempre aos descendentes de teu amigo Abraão?” 2 Crônicas 20:7. Quando relembramos quem Deus é, e o Rei Josafá fez isto em sua oração, no versículo 6: “Força e poder estão em tuas mãos, e ninguém pode opor-se a ti.” Quando relembramos o que Deus já fez em nossas vidas, a paz de Jesus inunda nosso coração e apesar das preocupações com o exército de problemas que se levanta contra nós, ainda assim, permaneceremos firmes e confiantes que a resposta virá, que Deus agirá em nosso favor, sempre segundo sua soberana vontade.

blogger-image-1322174624

5. Não devemos enfrentar as batalhas imaginando as soluções que Deus dará, ou, mesmo tentando direcionar Deus para uma solução que nós achemos que nos ajudará. Talvez aquele povo tivesse ficado temoroso e preocupado diante da luta iminente, da batalha e do confronto sangrento que estava prestes para vir. Quando o inesperado acontece, quando um exército enorme de situações desgastantes se levantam contra nós, o importante é não ficarmos desanimados. Às vezes, nos sentimos muito pequenos diante de problemas que aos nossos olhos parecem impossíveis de serem resolvidos e diante destas circunstâncias difíceis, o desespero, o medo, o desânimo tomam conta do nosso interior. A Bíblia descreve nesta situação do Rei Josafá que o povo israelita não precisou fazer absolutamente nada. Nenhuma arma foi levantada pelo povo que orou. Deus resolveu a batalha e de forma inesperada. O povo esperou a resposta de Deus, acalmou seu coração e obedeceu as orientações do Senhor e agradeceu antecipadamente a Deus louvando seu nome, descrito em 2 Crônicas 20:22: “Quando começaram a cantar e a entoar louvores, o Senhor preparou emboscadas contra os homens de Amom, de Moabe e dos montes de Seir que estavam invadindo Judá, e eles foram derrotados.”

como-lidar-com-ansiedadeadoracao1

Reflita: Tenho comunhão diária com Deus? Busco a Deus em oração? Depositei a minha fé e minha confiança em Jesus Cristo? Conectados com Deus, quando o inesperado sobrevier sobre nossas vidas estaremos seguros em Deus, poderemos buscá-lo em oração, sabendo que Deus dará a melhor resposta e seremos impactados pela solução que Deus providenciará em nosso favor. Confie em Deus. Dependa de Deus diariamente. Busque a Deus em comunhão diária, lendo sua Palavra, orando e cultuando a Deus em uma Igreja.

Pr. Luiz Francisco Contri

 

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *