Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
crencas-740x300

#palavrasnocaminho – O reconhecimento

O RECONHECIMENTO

“Se você correu com homens e eles o cansaram, como poderá competir com cavalos? Se você tropeça em terreno seguro, o que fará nos matagais junto ao Jordão?
Jeremias 12:5

crencas-740x300

 O capítulo 12 do livro de Jeremias mostra a indignação do profeta Jeremias diante da prosperidade daqueles que não buscavam a Deus. Ele se refere especificamente ao povo ímpio de Judá (que não seguia a Deus). No versículo 4, diante da sua ansiedade e na sua visão, da demora em Deus julgar o povo, ele faz uma pergunta para Deus: até quando?, conforme o texto bíblico: “Até quando a terra ficará de luto e a relva de todo o campo estará seca? Perecem os animais e as aves por causa da maldade dos que habitam nesta terra, pois eles disseram: ‘Ele não verá o fim que nos espera’.”

E a resposta de Deus para o profeta Jeremias se dá por intermédio de duas frases emblemáticas:

  1. Se você correu com homens e eles o cansaram, como poderá competir com cavalos?  
  2. Se você tropeça em terreno seguro, o que fará nos matagais junto ao Jordão?

Qual o significado destas frases no contexto histórico do profeta Jeremias?

 Na primeira frase, Deus estava mostrando para o profeta que as barreiras que ele enfrentava em sua própria terra natal (correndo com homens a pé) seriam infinitamente mais fáceis de se vencer, comparadas àquelas que ele enfrentaria no futuro, diante dos reis de Judá e da Babilônia (que viriam contra ele montados em cavalos).

Na segunda frase, Deus estava mostrando para o profeta que ele enfrentaria um perigo iminente diante de pessoas traiçoeiras. Quando o texto diz “tropeça em terreno seguro” significa que ele estava neste momento  questionando Deus (até quando?) ,diante de sua zona de conforto, podendo confiar em quem estava ao seu lado, mas ironicamente Deus está falando para o profeta que ele tropeça, tem dificuldades mesmo onde ele está hoje, então, como ele pode pretender novas coisas, novos desafios. Quando Deus lhe fala sobre “os matagais junto ao Jordão“, está se referindo a esta possibilidade do profeta Jeremias ter que conviver com líderes destes povos que ele confrontava, que seriam pouco confiáveis, que não seriam sinceros com ele, como quando um soldado passa diante de um matagal, e pode sobrevir algum perigo, algum inimigo.

Deus estava dizendo para o profeta Jeremias que ele precisava se preparar (olhar para seu interior e confiar mais em Deus) para poder atingir seus objetivos de justiça que estavam presentes em seu coração.

ep18

Como podemos aplicar este belíssimo versículo à realidade de nossos dias, aos desafios da vida moderna?

Uma das possibilidades e aplicações seríamos reconhecer onde estamos, quem nós somos, como nos relacionamos com Deus, como nos relacionamos com as pessoas, como nos relacionamos com os obstáculos desta vida.

Jeremias como profeta fazia sua parte de reclamar diante das injustiças que ele convivia, porém, no seu relacionamento com Deus, Deus o chamou para a realidade que ele não estava preparado para enfrentar novos obstáculos, já que dentro do seu próprio ambiente, da sua zona de conforto, ele estava tendo muitas dificuldades.

proposito-de-vida-como-iniciar-a-jornada-de-autoconhecimento

Precisamos fazer esta autoanálise, olhar para o nosso interior:- para quem nós somos e verificar:

  1. Quem eu sou? Sou alguém que busca a Deus, de forma sincera, creio na mensagem Bíblica, como ela está escrita, creio na mensagem do evangelho e no ato de redenção de Jesus Cristo, morrendo em meu favor, de forma substitutiva, me tirando de uma vida vazia e sem Deus, e me trazendo para uma nova vida, onde eu tenho prazer em seguir a Jesus (uma vida de discípulo) e também de proclamador do evangelho, visando tirar outras pessoas de uma vida longe de Deus. Ou, sou uma pessoa apenas religiosa, que sigo normas, regulamentos de uma religião criada por homens na Terra?
  2. Como me relaciono com Deus? Sou daqueles que ainda não se encontraram, e acham que Deus é encontrado em todas as religiões, que vivem se alternando entre diversos conceitos religiosos, mas não se decidem pelo Deus invisível da Bíblia, e nem tem relacionamento com Ele. Ou, tendo consciência de quem é Deus e do que ele fez por mim, na cruz do Calvário, através de Jesus Cristo, vivo a realidade de estar com Ele, em todos os momentos de minha vida (momentos normais, momentos bons ou momentos ruins), lendo sua Palavra, a Bíblia Sagrada, tendo comunhão com Ele em oração, tendo comunhão com Deus em uma Igreja genuinamente cristã, que segue a Bíblia como única regra de fé e prática.
  3. Consigo ser confrontado em relação ao que acredito? Consigo aceitar a voz de Deus, escrita na Bíblia para o meu viver diário? Muitas vezes nos comportamos, como o profeta Jeremias se comportava nesta situação: reclamando do que está ao nosso redor, mas não temos coragem de olhar para o nosso interior, reconhecendo o que está errado conosco. Precisamos ter a humildade de reconhecer os nossos erros, nossos pecados, saber que precisamos melhorar e sermos melhores do que fomos no dia anterior. Precisamos reconhecer nossas dificuldades físicas, emocionais e espirituais. Achamos que tudo está errado ao nosso redor, mas não fazemos nada para que mudanças efetivamente aconteçam, naquilo que julgamos estar errado. A mudança que deverá acontecer deve acontecer primeiro no meu coração. Deus espera que cada um de nós possa observar seu interior, analisar o que está errado para poder avançar, melhorar. Achar defeitos nos outros, todos nós acharemos e todos os dias, a qualquer momento e em todos os momentos, porque nós humanos somos imperfeitos, pecadores, vivemos egoisticamente a nossa própria realidade. Precisamos desejar por mudanças em nosso interior. Precisamos querer sair da nossa zona de conforto. Precisamos olhar para o nosso interior, e reconhecer que não somos perfeitos, temos dificuldades em enfrentar a realidade da vida, precisamos de Deus, precisamos das pessoas que estão ao nosso redor.

oracao-causas-impossiveis

Precisamos inverter o nosso olhar crítico para o mundo e para as pessoas que convivemos, ou mesmo ficarmos reclamando para Deus (dizendo até quando?). Precisamos parar de reclamar pelas escolhas que fizemos no passado e que permitiram estarmos vivendo momentos de dificuldades.

Talvez você não suporte mais a situação de vida e problemas que enfrenta todos os dias, mas não faz nada para mudar, não toma uma decisão definitiva em relação a presença de Deus em sua vida.

A questão não são os obstáculos e problemas, porque eles sempre existirão, quer você se decida por Deus ou não. A questão é que quando você reconhece Deus em sua vida, através do sacrifício de Jesus Cristo em seu favor, você experimentará a humildade de Cristo em sua vida, uma paz interior que não dependerá das circunstâncias vivenciadas (normais, boas ou ruins), experimentará um quebrantamento, vindo de Deus para você, o reconhecimento que você não poderá mais caminhar sozinho nesta estrada da vida.

Reflita: Eu vivo reclamando de tudo e de todos? Eu coloco a culpa da situação que vivo em outras pessoas? Eu questiono Deus, dizendo para Ele, até quando? Hoje, é tempo de reflexão, de você poder olhar cuidadosamente para seu interior, de poder entender quem você é fisicamente, emocionalmente, espiritualmente, buscando ajuda na Palavra de Deus, buscando ajuda na medicina (física, psicológica), se for o caso, buscar um relacionamento de discípulo de Jesus Cristo. Tome uma decisão na direção de Deus. Tome uma decisão para melhorar seu interior. Desfrute a sua vida de uma forma sadia, considerando Deus em seus caminhos.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *