Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
1024px-enrique_simonet_-_flevit_super_illam_-_1892

#palavrasnocaminho – A riqueza

A RIQUEZA

“Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e inescrutáveis os seus caminhos!”
Romanos 11:33

No contexto imediado desta passagem o apóstolo Paulo ressalta a misericórdia de Deus para com todos os povos. Primeiro Deus mostrou o seu plano de salvação para os judeus, povo escolhido, prometendo suas bênçãos para os descendentes de Israel (Gênesis 12:2), (“você será um grande povo, e o abençoarei”), porém, Deus em sua soberania e sabedoria já preestabelecia que esta bênção em estarmos conectados com Ele, seria distribuída a todos os povos (Gênesis 12:3), (“por meio de você todos os povos da terra serão abençoados“).

No plano inicial, proposto por Deus no livro de Gênesis, os judeus seriam abençoadores de todos os povos da terra. Jesus Cristo, um judeu de nascimento, descendente do Rei Davi,veio para os que eram seus, mas os seus (o povo judeu, não o reconheceu, como o Messias prometido para Israel), então a Bíblia no Novo Testamento, no evangelho de João registra que todos nós (considerados como estrangeiros, gentios, na perspectiva bíblica do Novo Testamento), que não somos judeus, israelitas, e recebermos a Jesus Cristo, temos o direito de ser participantes da família de Deus, conforme o texto de João 1:12: “Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”.

1024px-enrique_simonet_-_flevit_super_illam_-_1892

 Na Confissão de Westminster é dito: “Desde toda a eternidade, Deus, pelo muito sábio e santo conselho da sua própria vontade, pré-ordenou livre e inalteravelmente tudo quanto acontece”.

Deus em seus desígnios eternos, planejou todos estes acontecimentos que estão registrados na Bíblia, e na história de salvação da humanidade para sua Glória. Não importa qual o grupo ao qual pertencemos, se somos judeus, ou “não-judeus” (gentios), a salvação e bênção da salvação apresentada por Deus, pelas suas santas misericórdias, em sua Majestade, Onipotência, Onisciência alcança a todos os povos.

tempo1

Que Deus maravilhoso, amoroso, que não olha para Israel segundo a sua desobediência, nem tão pouco para nós, mas nos apresenta sua Maravilhosa Graça, por meio do sacrifício vicário, substitutivo de Jesus Cristo, que esvaziando-se do seu poder, tornou-se homem, como um de nós (porém, sem pecado, obedecendo a Deus Pai), para podermos ser ligados, unidos com Deus, quando morrendo em uma cruz, leva todos os nossos pecados, nos livrando da culpa da desobediência, apagando as dívidas que eram contrárias a nós, nos justificando perante Deus, e permitindo que possamos reescrever uma nova história de vida, uma história que caminhemos diariamente, em comunhão com Ele, em maturidade, em santificação.

imagenes-cristianas-la-biblia-la-cruz-y-el-espiritu-santo

Costumo dizer que hoje, quero ser melhor do que fui ontem, e amanhã, quero ser melhor do que estou sendo neste momento presente. Este é o sentido da santificação, de podermos, diariamente, olhar para nós mesmos, e sabermos que de nós mesmos, nada, absolutamente nada de bom temos, que possa por si só, agradar ao Criador.

Este é o sentido da santificação de podermos olhar sempre para o alto, para Deus, e entendermos o plano de salvação, esta riqueza profunda contida em sua sabedoria, procurando estar cada dia, mais e mais conectados em comunhão com Deus, buscando compreender sua vontade suprema, expressa na Bíblia Sagrada, e sermos mais parecidos com a identidade de Cristo. Na jornada cristã também procuraremos glorificar Aquele que, por nossa inteligência humana, não conseguiremos entender, porque Ele nos amou, apesar de nossas limitações, apesar da nossa depravação humana, apesar da nossa condição pecaminosa.

caminhodafe

Na nossa limitação humana poderíamos fazer uma simulação e “imaginar” Deus, com um binóculo, olhando para a minha vida, e na última lente, antes de apontar para a minha vida, estivesse lá o maravilhoso filtro, Jesus Cristo que nos permitiria sermos vistos por Deus.

cosmovisao

Tito no capítulo 3:4-7, registra que esta bondade e amor de Deus, chega até nós, não por nós mesmos, pelos nossos próprios atos de justiça, pelo que podemos realizar, mas sua misericórdia se manifestou até nós, por Jesus Cristo, que nos justifica por sua graça, por este favor imerecido, e nos torna herdeiros desta esperança de vida eterna.

“Mas quando se manifestaram a bondade e o amor pelos homens da parte de Deus, nosso Salvador,
não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador.Ele o fez a fim de que, justificados por sua graça, nos tornemos seus herdeiros, tendo a esperança da vida eterna.”

deus-conosco

 Reflita: Temos hoje diante de nós, a oportunidade pela vida plena que Jesus nos concede, e vida eterna quando nosso tempo se findar. Que este tesouro que Deus nos apresenta: Jesus Cristo, possa ser desfrutado com muita alegria, paz no coração, felicidade verdadeira. Deus te abençoe no único caminho da salvação, verdade e vida que é Jesus.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *