Culto todos os domingos às 19:30h.
Rua Vital, Nr 316, Quinta dos Vinhedos, Bragança Paulista, SP
paisagem_preto_e_branco

#palavrasnocaminho – A distância

A DISTÂNCIA

“Embora os nossos pecados nos acusem, age por amor do teu nome, ó Senhor! Nossas infidelidades são muitas; temos pecado contra ti. Ó Esperança de Israel, tu que o salvas na hora da adversidade, por que te comportas como um estrangeiro na terra, ou como um viajante que fica somente uma noite? Por que ages como um homem que foi pego de surpresa, como um guerreiro que não pode salvar? Tu estás em nosso meio, ó Senhor, e nós pertencemos a ti; não nos abandones!”
Jeremias 14:7-9

paisagem_preto_e_branco

As circunstâncias adversas estavam assolando a tribo de Judá. O texto bíblico de Jeremias 14 descreve a lamentação do profeta por uma terra em crise, uma terra que vivia dias de seca e peste, onde viver seria um grande desafio para aquele povo israelita. Tempos difíceis, tempos de desolação, onde o profeta Jeremias percebia que Deus estava distante daquele povo pelo fato deles haverem buscado outros deuses. O coração do profeta manifesta este sentimento de abandono, de distância do Criador em relação à sua lamentação.

O profeta Jeremias então, diante de tantas dificuldades, clama para Deus Todo-Poderoso, Senhor da História e da Vida para que Deus possa socorrê-los. Nesta oração Jeremias reconhece seus pecados e a fragilidade humana do povo pelo qual ele intercedia para Deus. Clama pelas misericórdias de Deus, apelando para que Deus pudesse ajudá-los por amor ao seu próprio Nome.

jeremiasclamando

Jeremias confiava no Deus de Israel, que sabia era o Redentor daquele povo escolhido. Sua esperança estava depositada não nos recursos humanos, mas no relacionamento que Deus, um dia, possibilitou com o povo israelita. Porém, Jeremias, também sabia que aquele povo era infiel, havia muitas e muitas vezes dado às costas para o Deus verdadeiro, para o Deus Invisível, para buscar a presença de deuses pagãos, de deuses estranhos, de deuses representados por imagens de escultura, por imagens de pedra, barro, madeira que certamente se constituíam e se constituem em afronta para o Deus invisível que se revelou ao povo israelita, e que se revela para nós também cidadãos do século XXI.

NOSSO PECADO, NOSSO ESTILO DE VIDA, NOSSAS CRENÇAS PODEM ESTAR NOS AFASTANDO DE DEUS:

A distância do povo israelita em realizar à vontade de Deus, o pecado cometido por aquele povo que cultuava deuses estranhos, afastava Deus da possibilidade real de socorrê-los.

 Em vez de ter um relacionamento pessoal, íntimo com o povo israelita, Deus se mantinha distante do clamor de Jeremias, porque aquele povo havia escolhido outros deuses, negado ao Deus Todo-Poderoso. Desta forma, em sua oração, Jeremias se dirige ao Criador dizendoPor que ages como um homem que foi pego de surpresa, como um guerreiro que não pode salvar?”

vidadepecadoeescuridao

Jeremias sabia que diante de um Deus Santo, Perfeito, Único, Invisível, Pessoal, Todo-Poderoso por mais que clamasse, sabia que o pecado do povo de Judá falava mais alto, a opção por outros deuses estranhos, possibilitava que o Deus que foi rejeitado por eles, pudesse discipliná-los. Jeremias sabia que a disciplina era inevitável. Jeremias sabia que aquele povo havia se afastado de Deus e seu pecado possibilitava este momento de dificuldades.

QUE LIÇÕES PODEMOS EXTRAIR PARA NOSSA VIDA NESTE TEMPO DE TANTA INDEFINIÇÃO E INCERTEZA?

Uma das condições para Deus nos ouvir, nos abençoar quando clamamos por socorro é estar unidos com Ele, obedecendo, a sua palavra, realizando sua vontade. A Bíblia tanto neste texto do Antigo Testamento quanto em outros textos, nos apresenta as condições necessárias para Deus nos ouvir. No Novo Testamento o registro de João 9:31, mostra que somente quem obedece a Deus, pode ser atendido por Ele:Sabemos que Deus não ouve a pecadores, mas ouve ao homem que o teme e pratica a sua vontade.” registra que nosso Deus pessoal não ouve a pecadores, mas aquele que teme e pratica a vontade de Deus. Certamente não somos perfeitos, e a Bíblia também nos possibilita reconhecermos nossos erros, nos arrependermos e pedirmos perdão para Deus, conforme 1 João 1:6-9: “Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andamos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.”.

arrependimentopecado

A decisão daquele povo era contrária à vontade de Deus, e por isto, Deus permitiu que eles sofressem as consequências do seu próprio pecado, de buscarem deuses estranhos.

Hoje, temos a possibilidade real de servirmos a este Deus Todo-Poderoso, Pessoal, o Deus da Bíblia, o único Deus que se apresenta a humanidade na sua obra criada, mas também se apresenta a humanidade por meio de Jesus Cristo, e também por meio de Seu Santo Espírito, prometido por Jesus e que permitiu o nascimento da Igreja do Senhor, bem como sua manutenção e chegada até nossos dias atuais. 

tempodeus

A VOZ DE DEUS CONTINUA ECOANDO EM NOSSO CORAÇÃO E DIZENDO:- ESCOLHA A QUEM VOCÊ QUER SERVIR…

Assim, como Deus falou a Josué no passado, e ao povo de Israel, fala conosco hoje também dizendo:- “Agora temam o Senhor e sirvam-no com integridade e fidelidade. Joguem fora os deuses que os seus antepassados adoraram além do Eufrates e no Egito, e sirvam ao Senhor. Se, porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas, eu e a minha família serviremos ao Senhor”. Josué 24:14,15

jesusocaminho

Reflita: A quem tenho servido? Ao Deus da Bíblia, ou aos “deuses estranhos” da tradição dos meus pais? A quem tenho servido? Ao Deus da Bíblia, ou à “ensinamentos estranhos de instituições religiosas, que não interpretam a Bíblia corretamente, ou distorcem a palavra de Deus para validar suas crenças que afrontam ao Deus Pessoal que a Bíblia apresenta?” Podemos mudar a nossa história de vida, crendo neste Deus pessoal, apresentado a nós por meio de Jesus Cristo:- que morreu pelos nossos pecados, e deseja nos dar vida em abundância e vida eterna quando nosso tempo se findar. Podemos mudar o nosso coração duro e frio, como era o coração daquele povo, nos tempos do profeta Jeremias e buscarmos ao Deus vivo, pessoal que conduzirá nossas vidas. Que Deus te abençoe com sua suprema paz, com a possibilidade real de você clamar a Ele, e Ele ouvir a tua voz.

Pr. Luiz Francisco Contri

Um comentário

Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *